terça-feira, 4 de novembro de 2008

Imperdoável

Uma completa vergonha!!!

É com muita tristeza que anuncio este pequeno desabafo, é uma vergonha o que as arbitragens têm feito a uma equipa que tem lutado contra tudo e todos para conseguir pontuar nesta primeira divisão distrital de seniores.
No passado Domingo desloquei-me a Amora para ver a equipa com o qual simpatizo mais um grupo grande de sócios que têm apoiado a equipa e que ainda não falharam um jogo do Zambujal.
Num jogo que a equipa da Acrutz até não entrou bem e foi claramente dominada na primeira parte o Amora chegou ao golo através de um lance de bola parada, ate aqui tudo bem o Zambujal não jogava bem mas estava a começar a subir de rendimento quando ninguém esperava um cruzamento junto ao flanco direito do ataque do Amora e a bola vai embater no braço do jogador do Zambujal que está de costas e tem o braço junto ao corpo sem fazer movimento na tentativa de chegar a bola, o fiscal de linha quando o arbitro já tinha mandado iniciar o jogo manda marcar penalti. Onde é que já vi isto? Há foi no outro jogo em que só o fiscal viu um penalti. A equipa acabou por ficar desanimada e ao intervalo perdia por 2-0. No entanto na segunda parte só deu zambujal e a equipa visitante com muito mais futebol que a Amora consegui reduzir para 2-1 mas o resultado não se iria alterar mais.
Pois é se não fosse aquele milagroso penalti, o resultado justo seria o empate.
É completamente absurdo e defeituoso o auxilio do fiscal de linha, que por incrível que pareça andou mais preocupado em mandar pôr bolas em jogo quando o árbitro lhe pedia para levantar a placa com os descontos. Enfim veremos o que nos espera para a semana, HÁ QUE TER CUIDADO MEUS SENHORES, A EQUIPA PODE NÃO SER A MELHOR DE TODAS MAS TRABALHA TODOS OS DIAS PARA CONSEGUIR OS SEUS OBJECTIVOS E A LUTAR CONTRA DUAS EQUIPAS NO DECORRER DOS JOGOS É DIFICIL.

1 comentário:

Popi Carpe Omnium disse...

há este blogue é lindo , os popis tinham razão nos seus comentários.
boa continuação.
Vou passar a ser leitor assíduo.